Buscar

A criança e a natureza

- Rosemeire Castilho dos Santos Feitosa -

Como utilizar a natureza nas brincadeiras das crianças?



Bom, sou professora na educação infantil, trabalho em uma escola Municipal da Prefeitura de São Paulo, onde há uma grande área livre com elementos da natureza que eu observava que era pouco explorada pelas crianças, então comecei a trabalhar com elas através de leituras (em sua grande maioria indígenas) sobre quantas possibilidades encontramos na natureza para brincar.


Aos poucos fui introduzindo em nossa rotina, atividades que poderíamos desenvolver na área externa da escola, utilizando assim esses espaços e dando a oportunidade para as crianças melhor explorarem.

Uma leitura me chamou a atenção por falar sobre o Brincar e a Natureza, foi o texto de Tim Gill : Crianças no espaço público são grandes ativadoras de comunidades”.

Neste texto ele fala sobre a experiência de sua filha que gostava de frequentar a parte dos fundos da creche à céu aberto, que aos olhos da menina se transformava em uma floresta, isto me fez lembrar sobre o parque de areia que tem em minha escola, parque este que as crianças simplesmente amam e onde eu consigo fazer vários registros de observação das brincadeiras que lá acontecem, e são sobre algumas dessas observações que gostaria de falar aqui.

Talvez para muitos que simplesmente olhem as crianças ali brincando nada verão além de crianças, mas para mim que estou ali atenta a cada gesto, atitudes e falas , consigo enxergar como esse brincar livre e com elementos da natureza é importante no desenvolvimento e aprendizagem das crianças. Ali eu vejo tudo acontecer! A imaginação das crianças é incrível!

Abaixo farei alguns breves relatos de algumas brincadeiras que já presenciei neste espaço:

Cena 1 : De longe observo alguns meninos pegando a areia e jogando sobre a parede e alisando-a, então me aproximo e pergunto : Miguel o que você está fazendo ? Ele sem parar o movimento me responde : Eu sou pedreiro, tô construindo uma parede ! Então eu pergunto : E onde você aprendeu ? Ele : eu vejo meu vô construindo.

Cena 2 : Maria Isabelle com um pote com areia e água, e uma colher de pau mexendo , ao me aproximar ela diz : Olha prô eu tô fazendo um bolo de chocolate igual a minha mãe faz !

Cena 3: Caio se aproxima de mim com um pote na mão cheio de areia e todo eufórico ele diz : Olha professora eu inventei uma máquina de fazer comida, faz arroz, feijão, carne , o que você quiser.



Cena 4: Observo Isadora ali toda concentrada fazendo uma marcação de um espaço com a areia, ao me aproximar eu pergunto : O que fazes Isa? Ela olha pra mim e responde : Tô fazendo o castelo da princesa!

Cena 5: Observo algumas crianças fazendo um bolo de areia e decorando com folhas e flores que haviam ali pelo chão e ao final elas colocam um galho seco e todas cantam parabéns para uma colega ( era seu aniversário ).

É possível observar através destas cenas quantas aprendizagens acontecem durantes as brincadeiras e que, portanto, o brincar é fundamental para o desenvolvimento de uma criança.

Segundo Gil “ aproximar a criança da natureza traz benefícios tanto para o desenvolvimento infantil como para a manutenção do meio ambiente “, isso fica claro quando observamos elas brincando, através do faz de conta elas expressam experiências de seu cotidiano nas brincadeiras.



Considero esse contato da criança com a natureza muito importante, pois vejo que hoje a maioria das crianças quase não brincam mais assim, muitas moram em apartamento ou em casas sem quintal o que acaba as afastando destas experiências e desse contato com a natureza.


Bibliografia:

TIM GIL: CRIANÇAS NO ESPAÇO PÚBLICO SÃO GRANDES ATIVADORAS DE COMUNIDADES ____Reportagem de Danilo Mekari e Pedro Ribeiro Nogueira Link: https://educacaoeterritorio.org.br/reportagens/tim-gill-criancas-no-espaco-publico-sao-grandes-ativadores-de-comunidades/

60 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo