Buscar

Por que as crianças precisam brincar?

- Gabrielle Regia A. Fuzle Elahe Hasan -


O que é brincar?

Brincar é essencial na vida do ser humano. É o caminho por onde as crianças desfrutam da infância e seu direito ao brincar deve ser sempre garantido e realizado. Brincar é um termo genérico que agrupa uma série de atividades e comportamentos que satisfazem a criatividade e são a maneira da criança se expressar e se organizar.

Para Vygotsky (1987) o brincar é uma atividade humana criadora, na qual imaginação, fantasia e realidade interagem na produção de novas possibilidades de interpretação, de expressão e de ação pelas crianças, assim como de novas formas de construir relações sociais com outros sujeitos, crianças e adultos.


Para a organização Play England brincar é “o que as crianças fazem quando seguem suas próprias idéias e interesses, do jeito deles e pelas razões deles”. Também descrevem o brincar como “o que as crianças fazem quando não é dito a elas o que elas devem fazer”.

Brincar é um processo psicológico, que possibilita o desenvolvimento e aprendizagem. Através da abstração da brincadeira a criança processa o que já foi aprendido e aquilo que é novo, juntando experiências, memórias e a imaginação. É brincando que a criança desenvolve novos significados e transforma conceitos já obtidos, o que é essencial para o desenvolvimento infantil.

O ato de brincar não está relacionado a ter brinquedos ou ter que ganhar novos brinquedos todo o tempo. É possível se divertir, e muito, criando os próprios brinquedos, imaginando, utilizando o espaço externo, explorando a natureza, a cidade e aprendendo, desta forma a não ser refém de suportes externos, neste caso um brinquedo novo, para a satisfação pessoal.

O que a criança ganha ao brincar?


Ao brincar, a criança se descobre e descobre o mundo ao seu redor. Através das experiências que vivencia ao explorar objetos, o ambiente, os sons, os cheiros, as cores, os sabores, o próprio corpo, a criança vai criando um elaborado emaranhado de descobertas, onde pode analisar, testar hipóteses, avaliar, etc. Ao brincar, a criança vai descortinando novas possibilidades e novas formas de fazer, ser, experimentar.

É através da brincadeira também que a criança compreende as dinâmicas sociais. Nas brincadeiras de faz de conta, onde brinca de ser mãe, pai, médico, bombeiro, a criança compreende o que é “ser” ou “estar” nestas funções e isto a prepara para a entrada na vida adulta.

Muitas vezes, são nestas brincadeiras, experimentando diferentes papéis sociais que a criança pode desabrochar aptidões, que futuramente podem guiá-la em suas escolhas futuras, como por exemplo, na escolha de uma profissão. Numa simples brincadeira em grupo, por exemplo, além do convívio social, as crianças tem a oportunidade de internalizar dinâmicas complexas que a preparam para a vida adulta, como por exemplo:


  • Resolver conflitos e enfrentar desafios;

  • Compreender e respeitar regras;

  • Conhecer seus próprios limites;

  • Experimentar situações diversas: agradáveis e desagradáveis, favoráveis e desfavoráveis;

  • Construção de vínculos afetivos

  • Cooperação;

  • Liderança;

  • Competição;

Além disso, quando brinca, as crianças têm a oportunidade de desenvolver:

  • a linguagem;

  • o pensamento;

  • a criatividade;

  • a socialização;

  • a iniciativa;

  • a autoestima;

A importância do Agente do Brincar


Sabendo da importância do brincar, fica muito clara a importância do Agente do Brincar. Um profissional qualificado e sensível no que diz respeito às questões do brincar. O Agente do Brincar não é um “brinquedista”, pois entende que a brincadeira é mais do que um recurso para passar o tempo. Sabe que ao brincar a criança se expressa, se compreende e significa o mundo ao seu redor.


Este profissional compreende que é preciso deixar acontecer o brincar livre, onde a criança tem a oportunidade de manifestar livremente sua criatividade, pensamentos, sentimentos e muito mais.

Numa sociedade tecnológica e frenética, o agente do brincar é capaz de fazer a diferença, na medida que é capaz de compreender sua importante posição e lutar para preservar o direito de brincar de todas as crianças.

Referências e fontes de pesquisa:

https://www.bonde.com.br/educacao/cidadania/especialista-explica-a-importancia-das-brincadeiras-na-infancia-438040.html

https://fofuuu.com/blog/o-brincar-e-as-brincadeiras-na-infancia/

https://ciabrink.com.br/2017/07/19/a-importancia-do-brincar-na-infancia/

https://educador.brasilescola.uol.com.br/comportamento/a-importancia-brincar.htm

http://www.ufrrj.br/graduacao/prodocencia/publicacoes/desafios-cotidianos/arquivos/integra/integra_RODRIGUES.pdf

https://edisciplinas.usp.br/pluginfile.php/4490693/mod_resource/content/0/brincar_e_a_realidade_winnicott.pdf

75 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo