BRINCAR INCLUSIVO

- Nadia Mendes de Oliveira Gomes -



Brincar, como é gostoso brincar.

Brincar de boneca, de futebol, de subir na arvore, de jogar xadrez, de correr entre os amigos, etc, etc...

Ver uma criança brincar, é ver a felicidade da vida.

Mas quando a criança não faz isso?

Mas quando a criança não consegue fazer tudo isso?

Você ignora? Você esconde ela? Ou você corre atrás de ajudá-la a BRINCAR?

Eu não tenho experiência com todas as crianças

Que como dizem: especiais, deficientes e/ou outras palavras mais),

mas também não quero ir em um parque, shopping, rua...

Ou qualquer outro lugar e ver uma criança parada.

Como se não pudesse fazer nada, como se não conseguisse fazer nada.

Quero poder ver todas as crianças ou adultos brincarem.


Seja como for, seja de que forma for.

Brincar faz parte da história da criança e vai fazer parte pelo resto da sua vida.

Esse curso só confirmou o que quero para minha formação de Pedagoga.

Quero dar aula, quero trabalhar com inclusão e, acima de tudo,

quero brincar com crianças, de todas as idades.



Crianças essas que para alguns, e até mesmo para seus pais e familiares,

são esquecidas, são vistas incapazes.

Mostrar a eles e a sociedade que todas podem brincar,

que todas são capazes.

E isso acontece quando as ajudam, quando permitem dar a elas outras maneiras de diversão, e que poderão surpreender todos.

E essa surpresa pode ser através de uma simples maneira de viver – BRINCANDO.


62 visualizações

© 2016 IPA BRASIL. Criado por Andréia Luz via WIX.

Contate-nos: +55 11 3255-4563 * contato@ipabrasil.org

                      Rua José Armando Affonseca, 103 (antiga Itambé, 341) 

                      Higienópolis - São Paulo, SP - 01239-001

  • Facebook - White Circle
  • Instagram - White Circle
  • YouTube - White Circle

ipa brasil, rede brincar, pelo direito de brincar, artigo 31 ONU, agentes do brincar, mediadores do brincar, agentes do brincar inclusivo, International Play Association, ipa world, direito da criança, estatuto da criança e do adolescente, marilena flores, janine dodge, ipa brasil