Buscar

Mudar o mundo brincando

- Vanessa Maciel Novais -


Várias são as formas de brincar e vemos o quanto é importante esse direito na vida de uma criança. Infelizmente nem toda criança tem oportunidade de exercer esse direito por muitas problemáticas no cotidiano.


Diante desta realidade, nós como profissionais, temos a alegria de mudar um pouco esse cenário, trazendo muitas ideias e vontade de fazer diferente do que vemos ainda hoje. Aprendemos muito ao longo do curso, no decorrer das aulas foi muito gratificante conhecer tantos bons profissionais e ótimos seres humanos, preocupados com o próximo.

Hoje percebemos muitas diferenças no brincar. Antigamente, as crianças construíam seus brinquedos, era tudo muito mais simples, os brinquedos eram comuns, sem tanta tecnologia, como vemos nos “brinquedos estruturados”.

Nosso pais brincavam livremente num espaço muito grande,quintal ou mesmo na rua,eram muitas brincadeiras pra soltar a imaginação, bastava ter disposição e colegas pra brincar, e desse jeito foi passado de geração a geração.

Ainda hoje me lembro das músicas que faziam parte das nossas brincadeiras, jogos e historinhas contadas,falavam que era tudo muito sadio,aproveitado de verdade, não ficando preso horas a fio dentro de casa, de olho na telinha da TV,que muitas vezes foi trocada pelo celular, tablet ou algo nesse sentido.Vivemos numa sociedade cada vez mais capitalista,ou seja, consumista, onde “ter é melhor que ser”...


As crianças estão sendo usadas como objeto de desejo no mercado, muito se produz aproveitando esse mercado que rende milhões.Um personagem da Disney, Por exemplo, é tremendamente aproveitado, explorado para se ter lucros exorbitantes,cria se um personagem, a partir daí se partem pra todos os lados do mercado, desde alimentação(ovos de páscoa com brinquedo do tal personagem) desde produtos de higiene com o logo do tal personagem ,a roupa e acessórios e tudo o mais que for permitido, ou seja, a criança fica refém do que acha que gosta. E, na verdade, foi enfiada goela abaixo,então os pais ficam reféns dessa necessidade criada.



Ao comprar algo para seu filho, um ovo de páscoa daquele personagem,perde se o sentido da coisa toda, ficam condicionados ao consumo , os pais por sua vez pagam e caro por isso.Com todas essas considerações vemos como essas crianças são influenciadas e impactadas negativamente,perde se a espontaneidade, há uma utilização em demasia nesse mercado de cosumo,como resultados vemos tantas pessoas mimadas e acostumadas a ter e não a ser.



A influência da tecnologia na infância está cada vez maior, vemos muitas crianças com brinquedos e jogos eletrônicos e games indicados pra sua idade,tudo muito virtual, cada vez mais comum vermos essas crianças”digitalizadas” na rua,nas casas,em locais públicos, onde teríamos oportunidades de brincar ,ter alguma interação social e afetiva, ou seja, troca, o que é muito proveitoso pra o ser humano.As crianças estão nascendo dentro dessa nova realidade, com acesso exagerado da internet, aprendem muito cedo as tecnologias e perde em quesito família, essa modernidade causa dependência de um meio(celular, tablet, e desinteresse na “construção”,vemos crianças mais isoladas, menos sociais.



Esses fatores contribuem para uma infância restrita,vemos um processo de ressignificação e substituição dos brinquedos,pelo aparelho tecnológico.

A televisão , o computador ,todos esse aparatos devem ser usados a nosso favor, devemos ser senhores e não servos deles.Como profissionais precisamos fazer a diferença no meio desse caos.Precisamos resgatar o que é bom e fazer trabalhar a nosso favor pra desenvolver pessoas criativas,ricas de imaginação, que saibam participar de todo o processo de criação e desenvolvimento de projetos,que saibam das etapas e não entregar tudo pronto, sem sacrifício, sem participar, se inteirar, é sabido que as crianças precisam de um foco, senão tudo se perde, nada se cria, tudo se copia.’como”



Segundo o blog Dentro da história, dá pra trabalharmos com dicas de como ter a tecnologia a nosso favor na educação:

_ ter uma boa relação, usando de maneira apropriada e consciente o computador, tornando o dia mais interessante e mais leve, sem que afete as brincadeiras ao ar livre,o tempo em família, exercícios físicos e tempo de descanso e de sono.

_encarar a tecnologia como outro ambiente na vida da criança: é importante que os pais saibam quais são os acessos de seus filhos, sites, aplicativos que estão vendo, para que servem e como costumam ser usados.

_estipular um tempo pra criança “se desconectar”,desligar a TV pelo menos com uma hora antes de dormir, afinal esses fatores interferem no sono, na desaceleração que é preciso pra criança entrar no clima de dormir.

_definir espaços pra uso, nada de celulares na hora das refeições,enriquecendo o tempo em família. Desligar a TV na hora do dever de casa ou momento em que poderiam aproveitar pra conversar.



_pesquisar e recomendar sempre o melhor: selecionar conteúdos apropriados para seus filhos, procurar saber do que se trata algum jogo antes de fazer download.Procure jogos educativos,jogos que incentivam o raciocínio lógico, ou resolução de problemas, algo que vai acrescentar na vida de seu filho.

-seja um bom exemplo, afinal as crianças aprendem por observação, são ótimos em imitar os pais, por isso é importante os pais se atentarem aos seus hábitos e costumes.



É bom lembrar da importância da leitura na vida de uma criança, através da leitura a criança desenvolve um rico vocabulário,estimula a memória e a imaginação .

Permita que a criança escolha um livro e ofereça diversas opções, mostrando as ilustrações,valorizando gosto na leitura.

Como mostra o Referencial Curricular Nacional para Educação Infantil(2002 p.27)



Toda brincadeira é uma imitação transformada, no plano das emoções e das ideias, de uma realidade anteriormente vivenciada(...)A brincadeira favorece.a auto estima das crianças, auxiliando –as a superar progressivamente suas aquisições de forma criativa.Brincar contribui, assim, para a interiorização de determinados modelos de adulto, no âmbito de grupos sociais diversos.Essas significações atribuídas ao brincar transformam-no em um espaço singular de constituição infantil.

Com a evolução da cultura lúdica surgiram novos brinquedos.E foram por esses brinquedos que as brincadeiras de rua foram substituídos, os brinquedos eletrônicos se tornam mais atraentes e infelizmente as brincadeiras de ruas foram sendo esquecidas,nesse contexto vemos crianças cada vez mais insaciadas e insatisfeitas,pois fica se cada vez mais difícil acompanhar o brinquedo ou jogo que está na moda,sua agilidade, versatilidade.

Outro fator que atrapalha é o índice de violência que aumenta a cada dia, enorme quantidade de carros nas ruas, muito trânsito,alta velocidade,todos esses fatores diminui a criançada de brincar na rua.Desse modo os pais em sua grande maioria optam por deixarem suas crianças seguras, dentro de casa com seus brinquedos eletrônicos .

As educadoras apontam a falta de acesso a recursos educativos digitais digitalizados atualizados, mas também afirmam que usam a tecnologia para fazer pesquisas, contar histórias, mostrar vídeos e musicas.Poe conseguinte a plataforma deve ter recursos educativos úteis, que possam partilhados pelos Membros, tais recursos devem ser selecionados criticamente,levando em conta sua contribuição para o desenvolvimento da linguagem e conhecimento de mundo(Amante,2007).Devem estar adaptados aos interesses da criança (Clement’s&Sarama,2002) envolvê –la na construção do conhecimento(papper t,1996) e potenciar a criatividade e expressão(Crook,2008).


Na brincadeira, as crianças interagem com outras pessoas com isso expressam e comunicam seus desejos internos,desenvolvem algumas habilidades importantes tais como: atenção, imitação, memória e imaginação.





Conclusão:

Brincar é indispensável á saúde física, emocional e intelectual da criança, para Paulo Freire,estamos sempre construindo, e se construímos aprendemos, e se aprendemos estamos vivendo buscando algo que possam nos levar a vivermos enquanto tenhamos vida.


Referências:

Como referenciar: A contribuição pedagógica do jogo e da brincadeira na Educação infantil,2008-2019,disponível na internet em

HTTP//.pedagogia.com.br/artigos/jogoebricadeiranaeducaçãoinfantil/pagina 2


Referencial Curricular Nacional p/ Educação infantil.vol l

Int Brasília,1998

Blog dentro da história:tecnologia , protagonismo e educação

Disponível na internet:

HTTPS://blog.dentrodahistória.com.br


Referencial Curricular Nacional para Educação Infantil(2002 p.27)


Agradecimentos

Dedico este trabalho primeiramente a Deus,que está sempre presente em minha vida.Agradeço a todos os envolvidos direta e indiretamente nesse curso, que contribuíram de alguma forma para chegarmos com muita satisfação ao final desse curso tão importante na minha trajetória.

Gratidão.



28 visualizações

Contate-nos:

+55 11 3255-4563  - contato@ipabrasil.org

Rua José Armando Affonseca, 103 (antiga Itambé, 341) 

Higienópolis - São Paulo, SP - 01239-001

  • Facebook - White Circle
  • Instagram - White Circle
  • YouTube - White Circle

© 2016 IPA BRASIL. Criado por Andréia Luz via WIX.

ipa brasil, rede brincar, pelo direito de brincar, artigo 31 ONU, agentes do brincar, mediadores do brincar, agentes do brincar inclusivo, International Play Association, ipa world, direito da criança, estatuto da criança e do adolescente, marilena flores, janine dodge, ipa brasil